EDITORIALENTRETENIMENTO

Corpo de Michael Jackson pode ser exumado após acusações de abuso sexual

O corpo de Michael Jackson pode ser exumado após uma série de acusações de abuso sexual ao longo de três décadas, segundo o site Radar Online.

De acordo com a publicação, as vítimas estão se reunindo e organizando um pedido de exumação além de um exame de DNA através das marcas deixadas em seus corpos.

Ao menos 11 novas denúncias de assédio e abuso sexual surgiram após a exibição do documentário “Leaving Neverland (Deixando Neverland, em tradução livre)”. Segundo o Radar Online, as supostas vítimas tinham entre 7 e 14 anos de idade na época.

O cantor morreu em junho de 2009, aos 50 anos, após sofrer uma parada cardíaca.

Representantes do legado do artista disseram que as acusações são uma “tentativa patética de conseguir dinheiro fácil com o nome de Michael Jackson”.

Rádios da Austrália, Canadá e Nova Zelândia decidiram não tocar músicas de Michael Jackson em reação às novas alegações de abuso sexual do ‘Rei do Pop’.

A decisão foi tomada após o lançamento nos Estados Unidos do documentário “Leaving Neverland”, no qual dois homens relatam que o artista abusou sexualmente deles por anos.

Uma estátua de Michael Jackson foi removida do Museu Nacional do Futebol, em Manchester, na Inglaterra, após novas denúncias de abuso sexual contra o astro pop, informa a rede BBC.

O monumento de gesso e resina era exibido no Museu do Futebol desde 2014 e foi retirado nesta semana.

Você pode enviar informações à redação do portal tvsertaodaparaiba.com.br pelo WhatsApp: (83) 99384-3824.

Mostre mais

Artigos relacionados

Fechar
Pular para a barra de ferramentas