EDITORIALMUNDO

Cardeal francês é condenado por cumplicidade em abusos sexuais

O cardeal francês Philippe Barbarin foi condenado nesta quinta-feira (07) a um ano de prisão (sentença convertida em seis meses de pena) por não ter denunciado abusos sexuais praticados por um padre durante anos.

O arcebispo de Lyon e mais cinco funcionários são acusados de silêncio cúmplice por terem conhecimento dos abusos sexuais praticados pelo padre Preynat e de terem escondido esses crimes da Justiça durante anos.

Para as vítimas do padre Preynat, que teria abusado de 80 crianças, se o cardeal Barbarin e os funcionários do arcebispado tivessem denunciado os fatos muitos crimes não teriam ocorrido.

O padre Preynat confessou os crimes praticados durante a investigação. O sacerdote deverá começar a ser julgado este ano.

Você pode enviar informações à redação do portal tvsertaodaparaiba.com.br pelo WhatsApp: (83) 99384-3824.

Mostre mais

Artigos relacionados

Fechar
Pular para a barra de ferramentas