Após dois dias, mais de 50 fugitivos do PB1 continuam foragidos

Desde a última segunda-feira (10) quando foi registrada a maior fuga de apenados na Paraíba, a Secretaria de Administração Penitenciária do Estado informou que até esta quarta-feira (12) apenas 43 dos 92 foragidos foram recapturados.

Ontem, a Polícia realizou uma operação para prender um dos acusados de participar na morte de um gerente de posto de combustível no bairro de Manaíra. O rapaz estava escondido no bairro São José, mas não foi encontrado.

No período da noite um outro preso foi recapturado após sofrer uma crise convulsiva no bairro de Mangabeira. Ele foi socorrido para o Ortotrauma e lá identificado como um dos foragidos do PB1.

Entenda a fuga

Um grupo formado por vinte homens explodiu a entrada principal do Presídio PB1, no bairro Jacarapé, em João Pessoa, na madrugada de segunda-feira (10). Com a ação, eles conseguiram facilitar a fuga de 92 apenados, dentre eles os suspeitos de explosão a bancos e carros-forte em diversos estados do Nordeste.

O secretário de Administração Penitenciária da Paraíba, tenente-coronel Sérgio Fonseca de Souza, afirmou que a quadrilha chegou em alguns veículos e começou a atirar contra as guaritas onde ficam os policiais que fazem a segurança da unidade prisional com armamento de uso exclusivo do exército.

Em seguida, eles explodiram a entrada principal do PB1 e serraram, usando um alicate, o cadeado da cela onde estavam os presos que seriam resgatados. Após soltá-los, os demais apenados conseguiram pegar o equipamento e abrir as outras salas.

Na região diversos moradores registraram por meio de vídeos, áudios e imagens uma madruga de pânico. Alguns chegaram a relatar que tiveram as casas e estabelecimentos invadidos.

Serviços da Prefeitura de João Pessoa, como escolas e Postos de Saúde, e da Universidade Federal da Paraíba foram suspensos.

Gostou? Você também pode enviar informações à redação do portal tvsertaodaparaiba.com.br pelo Whatsapp 83 98886 4599 ou 99166-4140.

MaisPB

Tags
Mostre mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar