EDITORIALPOLICIAL

11 suspeitos de assalto mortos em Alagoas em operação podem ter explodido banco na PB, diz delegado

Uma operação da Divisão Especial de Investigação e Capturas (Deic) na zona rural de Santana do Ipanema deixou 11 mortos nesta quinta-feira (8). Segundo a polícia civil, os suspeitos cometeram um assalto no banco Bradesco de Águas Belas, em Pernambuco, e foram atingidos durante confronto. Na operação, foram apreendidos explosivos, armas, dinheiro e uma caminhonete foram apreendidos.

A operação batizada de Cavalo de Tróia foi coordenada pelos delegados Fábio Costa, Cayo Rodrigues e Thiago Prado e contou com o apoio do Grupamento Aéreo.

De acordo com uma testemunha, os corpos foram levados para o Hospital Regional Dr Clodolfo Rodrigues de Melo, em Santana do Ipanema, que foi cercado por policiais.

O Instituto de Medicina Legal (IML) em Arapiraca foi acionado para recolher os 11 corpos em Santana do Ipanema.

A polícia informou que os detalhes da operação serão apresentados durante uma coletiva ainda sem hora e local definidos.

Paraíba
Em entrevista à TV Gazeta, o delegado disse que entre os onze mortos, haviam três explosivistas. “Com certeza tiramos grandes chefes perigosos de circulação. Eles praticavam assaltos a bancos em vários municípios do Nordeste, eles até cometeram um assalto a um shopping em Campina Grande”, disse o delegado Fábio Costa.

De acordo com o delegado, após o assalto em Pernambuco, a Polícia Civil de Alagoas foi até o Sertão para tentar prendê-los.

“Eles estavam em uma casa. Nós demos voz de prisão e eles atiraram, nós revidamos. Houve uma intensa troca de tiros e os criminosos acabaram mortos. Normalmente, após o crime, as casas são usadas para dividir o dinheiro, e esperar a poeira baixar, como eles chamam”, diz o delegado.

Você pode enviar informações à redação do portal tvsertaodaparaiba.com.br pelo Whatsapp (83) 9.9166-4140 ou
9.9384-3824.

G1

Mostre mais

Artigos relacionados

Fechar
Pular para a barra de ferramentas