20/03/2017 às 10h04min - Atualizada em 20/03/2017 às 10h04min

Pior do Paulista, defesa do São Paulo traz problemas a Ceni

Os problemas começam no gol, pois são pequenas as chances de Sidão voltar a campo, ainda com uma lombalgia

FOLHAPRESS
Emily Pereira - TV Sertão da Paraíba

Com 18 gols sofridos em nove rodadas, o São Paulo tem o pior desempenho defensivo de todo o Campeonato Paulista. Se não bastassem os números, há preocupações com vários jogadores do setor para os próximos compromissos: Botafogo, em Ribeirão Preto na quarta-feira, e o rival Corinthians, domingo no Morumbi.

Seja por desfalques para seleções, lesões, cartões ou elenco reduzido, Ceni precisa quebrar a cabeça para montar o time para os dois jogos. E, principalmente, tentar dar mais segurança à equipe que tem primado pelo ataque rápido, envolvente e efetivo. Mas o foco é no setor defensivo.

Os problemas começam no gol, pois são pequenas as chances de Sidão voltar a campo, ainda com uma lombalgia. Rogério pretende observar a condição clínica e física do atleta na reapresentação nesta segunda-feira e no treinamento do dia seguinte, antes da viagem a Ribeirão Preto. Nesse sentido, o tropeço de sábado no Ituano apresentou uma novidade: Renan Ribeiro foi o melhor em campo e tem boas chances de ser mantido.

Nas laterais, há uma dificuldade importante. Ceni só possui três jogadores para o setor e, se não bastasse isso, ficará sem Buffarini, na seleção argentina de Edgardo Bauza. Assim, pelos próximos três jogos, o treinador não poderá mudar nas duas posições sem precisar improvisar. Bruno e Júnior Tavares, aliás, têm um cartão amarelo e poderão jogar com o Corinthians pendurados se forem advertidos em Ribeirão.

Mas é na zaga, em especial, que residem os maiores problemas. Ausente por cinco jogos em função de um problema no tornozelo, Maicon voltará aos treinamentos nesta semana, mas ainda não se sabe em quais condições. Rodrigo Caio, com edema no joelho, também depende da evolução de seu estado clínico para ficar disponível para Rogério. Mas, diante do Botafogo, as chances de apenas um deles atuar é pequena.

Reservas imediatos da zaga, os experientes Breno e Lugano são favoritos para atuar na quarta-feira, mas ambos estão pendurados com dois cartões amarelos. Se o uruguaio tem feito jogos mais seguros, no caso do primeiro pesam ainda as atuações instáveis em 2017, o que se repetiu contra o Ituano. Aliás, o jogo do sábado no Morumbi ainda mostrou que Jucilei, escalado na defesa, não transmite muita estabilidade.

ATAQUE
Cueva, a serviço do Peru, e Lucas Pratto, que acompanha Buffarini na Argentina, também fragilizam o São Paulo para os próximos jogos. Há uma pequena chance do meia voltar para o fim de semana, o que poderia ocorrer caso recebesse um cartão amarelo em visita à Venezuela na quinta-feira. A falta de um substituto para ele, principal goleador tricolor em 2017, se mostrou urgente na derrota para o Palmeiras.

Para Rogério Ceni, talvez a baixa menos preocupante seja a de Pratto. Ainda que carregue o peso de ser o maior reforço do São Paulo para 2017, o argentino tem tido sua importância minimizada pelo momento confiável de Gilberto, que tem seis gols em sete partidas no ano. 

Link
Tags »
Paulista defesa São Paulo problemas Ceni
Notícias Relacionadas »
Comentários »
...

Você votaria no deputado ou senador que disser SIM a Pec da Previdência?

31.5%
40.3%
6.2%
22.0%