20/04/2017 às 08h45min - Atualizada em 20/04/2017 às 08h45min

Funcionário da Prefeitura é preso suspeito de atuar em quadrilha que vendia atestado

A Polícia Civil conseguiu desarticular uma associação que atuava há pelo menos seis meses em todo o Estado, vendendo atestados médicos falsos em redes sociais

ClickPB
Emily Pereira - TV Sertão da Paraíba

A Polícia Civil da Paraíba, através da Delegacia de Defraudações e Falsificações de João Pessoa (DDF) conseguiu desarticular uma associação que atuava há pelo menos seis meses em todo o Estado, vendendo atestados médicos falsos em redes sociais. Um dos suspeitos é Wolgran Andrade Lima, de 25 anos, que é funcionário da Prefeitura Municipal de João Pessoa.

Os suspeitos negociavam os atestados por valores médios de R$ 30,00 a R$ 50,00, a depender do número de dias e da enfermidade pleiteada. A DDF começou a investigar a atuação da quadrilha há aproximadamente 20 dias, conseguindo identificar cinco suspeitos na cidade de João Pessoa, até o presente momento.

A investigação da DDF concentrou-se inicialmente no monitoramento de três suspeitos, descobrindo que seria realizada a entrega de um atestado médico falso na manhã de hoje, ocasião na qual prendeu Wolgran, nas proximidades de uma empresa de telemarketing, em Mangabeira.

Durante a prisão de Wolgran, ele indicou a atuação de um suspeito até então não conhecido pela DDF, Everton Melquíades de Araújo, de 26 anos, que foi preso logo em seguida.Everton trabalha como representante comercial e foi apontado como um dos responsáveis pela fabricação dos atestados médicos, contando com a participação de outro suspeito (já identificado pela DDF), responsável pela subtração de folhas de atestado médico em branco e de carimbos de médicos, utilizados na fabricação dos atestados.

Link
Tags »
Funcionário da Prefeitura preso suspeito atuar quadrilha vendia atestado
Notícias Relacionadas »
Comentários »